quinta-feira, abril 05, 2012

[…] Mas quando a gente se olha, sinto que algo em nós ainda não morreu. Eu vejo em você algo que ninguem mais vê. Eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário