quinta-feira, abril 05, 2012

“Eu amei você. Do jeito mais errado, desregulado e imprudente possível, mas amei. Eu te amei quando tu foi embora e voltou, quando eu te dei atenção e você não ligou. Te amei quando me tratou mal e ficou mal-humorado, mesmo quando a culpa não era minha. Te amei quando aturei tuas manias. Te amei quando sequei tuas lágrimas e tentei impedir que elas caíssem. Te amei quando acidentalmente tu confundiu meu nome com o de outra garota. Te amei quando deixei tu copiar minha lição de casa e nem reclamei por tu não ter feito a tua. Te amei quando fiz dupla contigo e tu não ajudou no trabalho escolar. Te amei quando te consolei, enquanto tu chorava por outra. Te amei quando jurei a mim mesma que não ia te amar jamais. Eu te amei de todas as formas que um ser humano pode amar. Mas… Você preferiu não ver.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário