sexta-feira, março 16, 2012

Os céus gritam as minhas dores e a chuva cai como as lágrimas que seguro dentro de mim, tudo parece tão… difícil. O coração tenta parar, mas o pouco que restou de minha sanidade luta contra. Seria idiotice desistir assim, depois de tudo, não é? Talvez não, a cabeça cansa de lutar e os remédios não fazem mais efeito nessa overdose de dor que gira em minha mente. Isso nunca para, nunca descansa, está ai, vinte e quatro horas por dia o aviso de que eu não sou boa o suficiente para ninguém, ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário